Bem-vindo! Gostaria de fazer o login? Ou prefere criar uma conta?

  • Ferramenta
  • Outras
  • Facebook
  • Twitter

Novidades

Ventosa Pump UP para glúteos
Ventosa Pump UP para glúteos

DE: R$140,00
POR: R$130,00

Lyra - I.P.L.
Lyra - I.P.L.

DE: R$35.875,00
POR: R$34.081,25

Ver todas

Notícias

Último Artigo
27/09/2016


Programação

Dia 30/09/2016
- Plataforma inovadora em terapias combi...

Veja mais
09/06/2014


É um tratamento atóxico, simples e eficiente que estimula o metabolismo celular, sem agredir o org...
Veja mais

Carboxiterapia

Postado em 09/06/2014 |  Última Atualização 01/07/2015 |  Visto 2078 vezes |  0 Comentários

A carboxiterapia é um procedimento estético não-cirúrgico que consiste na aplicação de injeções de gás sob a pele para a eliminação da celulite, estrias, gordura localizada, flacidez da pele e também para estimular o crescimento do cabelo.

É um tratamento atóxico, simples e eficiente que estimula o metabolismo celular, sem agredir o organismo.

A primeira coisa que falam sobre a carbox é que dói! E dói muuuuito. Então, eu fui com uma super expectativa de sentir muita dor, o que não ocorreu! Para mim foi algo bem tranquilo, a picada quase não se sente pois a agulha é bem fina. E o gás carbônico injetado dá uma pequena ardência e vermelhidão na região – que é justamente o objetivo dele de acionar a região onde é aplicado acelerando o metabolismo da região para a queima de gordura. Mas, não é nenhuma dor insuportável. Na verdade a dor maior ocorre em regiões que tenham menos gordura, nas coxas, bumbum. E principalmente, dá uma dorzinha quando o gás atinge alguma região com hematomas, com sangue acumulado, aí sim você sente dor (mas é algo rápido, 10 segundos no máximo). Falando em hematomas, às vezes a agulha pega algum vasinho, então pode deixar algumas regiões com hematomas. Isto é normal, acontece com todo mundo que faz várias sessões de carbox.

A fisioterapeuta Raquel que aplica o carbox na Clínica Corpus (que é uma fofa, graduada em fisioterapia e pós-graduada em dermato-funcional), me explicou que este procedimento tem esta fama de dolorido pois os primeiros equipamentos vinham com o gás resfriado e este quando injetado na pessoa causava grande dor. Mas, os últimos aparelhos mais modernos esquentam o gás antes de ele ser injetado, o que reduz (e muito) a dor. Então, fique atenta a isto! Pois, ainda existem muitos locais usando o aparelho antigo e que causa dor maior ;)

A sessão dura de 15 a 30 minutos, podendo ser realizada 3 vezes por semana.




Comentários


Escrever um comentário

Seu Nome


Seu E-mail


Enviar Comentário Nota: HTML não suportado!

Digite o código na caixa abaixo: